25 de agosto de 2013

Eu queria

ter olhos e não enxergar, ter lábios e não falar, ter mãos e não sentir. Queria não perceber o tempo passar, não perder minha inocência aos poucos e apreciar mais cada momento. Queria aprender a não sentir medo, a não pensar em possibilidades. A não apertar minhas mãos toda vez que penso na vontade de ficar. Queria aceitar que nem tudo realmente dura. Queria estar em único lugar a minha vida toda. E ser, antes de tudo, libertada. De corpo, alma e coração. Do meu espírito indomável. Da minha insistência em querer ser tudo.




Kamilla de Muinck.

2 comentários:

  1. Gostei muito... A gente sempre quer tantas coisas, né? Um dia chegamos lá, eu acho...
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Hei, fazia tempo que nao aparecia por aqui, tempo não tem me permitido. Mas, mais uma vez, me encontrei em tuas palavras, e quão gostosa é essa sensação. Belíssimo! Beijos :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...