20 de dezembro de 2013

Escrevemos a nossa história.

Eu passeio por todas as verdades que suas palavras podem ter. Eu tento não ficar presa aos jogos que a minha mente insiste em fazer. Eu tomo da sabedoria de uma tola. Apaixonada por essa sensação que você desperta em mim, eu percorro livremente todos os caminhos possíveis, não acho resposta alguma. Mas dessa vez não me sinto frustrada. Eu sei que todo seu amor não pertence somente a mim. Você tem histórias contornando seu corpo, e tudo bem de você não querer que eu as saiba. E quando sua pele se encontra com a minha, nós escrevemos a nossa.



Kamilla de Muinck.

16 de dezembro de 2013

Não sei fazer surpresas.

 E nunca gostei de surpresas também. Embora eu esteja sempre surpreendendo as pessoas. E nem sempre é num bom sentido. Definitivamente, não sou do tipo de pessoa previsível. E sendo sincera, eu gosto disso. Apesar de minha inconstância, eu permaneço sempre a mesma.




Kamilla de Muinck.

24 de novembro de 2013

E eu estou olhando,

o que ainda permanece intacto dentro de mim. Você tem tanta certeza no que fala. Eu pareço estar ouvindo tudo o que você fala atentamente, não pareço? Eu estou sendo muito boa em interpretar esse papel, não estou? Ah, por favor, não vá embora. Não sem antes satisfazer o que grita em meus ouvidos. Nós somos tão diferentes. E eu visto apenas mais uma máscara para estar ao seu lado. Eu ainda me sinto a mesma. Ainda sinto o mesmo. O que você espera? Não posso deixar de sentir que eu serei uma história. Contada rapidamente, sem detalhes, assim como essas histórias que alguém nos conta não porque quer ou gosta da história, mas simplesmente porque deve contar. 
Você ao menos sabe qual a razão para estar segurando a minha mão? Me faço essa pergunta todos os dias.


Kamilla de Muinck.

25 de setembro de 2013

Love Like This.


"Meu coração está em chamas. Você me ilumina, e eu não posso me acalmar. Seu amor é selvagem. Você é perigoso, perigoso... Lembra quando você me beijou pelo mar? Você estava dizendo todas as coisas que eu gostaria de acreditar. Que você poderia me dar todo o seu amor, você poderia me dar apenas o suficiente. E nós poderíamos viver no paraíso e nunca ter que partir. Mas isso é verdade? Toda vez que eu olho em volta, eu sempre posso encontrar você. Do meu lado, de manhã e à noite, você é meu doce o tempo todo. Eu nunca conheci um amor como esse. Estou sonhando ou isso é amor de verdade?
Eu gosto do seu estilo. Gosto do seu sorriso, tudo sobre você. Quando você está no topo, eu deixo você me levar para um passeio, nós podemos ir a qualquer lugar que você quiser. Eu nunca conheci um amor como esse..."



Love Like This, Wild Belle.

Parabéns, minha estrela!

Deus resolveu me presentear assim que eu nasci. Ele escolheu uma mulher guerreira, determinada, dedicada, carinhosa, defensora, ensinadora e íntegra para ser minha mãe. Desde criança, você sempre me ensinou muita coisa. Você cuidou de mim quando eu mais precisei. Foi forte quando precisou ser pela gente. Enxugou minhas lágrimas, me ensinou a ter garra, a nunca desistir. Você me salva quase todos os dias. Aprendi inúmeras coisas com você, mãe. E ainda estou aprendendo. E embora paciência não seja lá uma de suas virtudes, você tem bastante comigo, mesmo com nossas discussões, mesmo quando discordamos de alguma coisa. Eu queria agradecer, mãe. Agradecer por você ser esse exemplo de pessoa. Por ficar de pé sempre, por me mostrar o certo e o errado, por me fazer entender tanta coisa que eu não entendia. Obrigada por tudo que você faz por mim. Obrigada por ser essa pessoa incrível que você é. Eu te amo muito muito muito muito mesmo, mamãe. Você é meu anjo da guarda. Feliz aniversário!


Kamilla de Muinck.

12 de setembro de 2013

"Yeah and how many times,

must a man look up, before he can see the sky? Yes and how many ears must one man have, before he can hear people cry? Yes and how many deaths will it take till he knows that too many people have died?

The answer, my friend, is blowin' in the wind. 

The answer is blowin' in the wind."


(Sim e quantas vezes um homem precisará olhar para cima, antes que ele possa ver o céu? Sim e quantas orelhas um homem deve ter, antes que ele possa ouvir as pessoas chorarem ?Sim, e quantas mortes ele causará até saber que pessoas demais morreram? A resposta, meu amigo, está soprando ao vento. A resposta está soprando ao vento.)

Blowin' in the wind, Bob Dylan.

25 de agosto de 2013

Eu queria

ter olhos e não enxergar, ter lábios e não falar, ter mãos e não sentir. Queria não perceber o tempo passar, não perder minha inocência aos poucos e apreciar mais cada momento. Queria aprender a não sentir medo, a não pensar em possibilidades. A não apertar minhas mãos toda vez que penso na vontade de ficar. Queria aceitar que nem tudo realmente dura. Queria estar em único lugar a minha vida toda. E ser, antes de tudo, libertada. De corpo, alma e coração. Do meu espírito indomável. Da minha insistência em querer ser tudo.




Kamilla de Muinck.

11 de agosto de 2013

Você

olha nos meus olhos e os anos poderiam passar naquele instante que eu não perceberia. Incrível como você mudou minhas teorias. Me fez ficar sem palavras. Um beijo e você toma meu coração em suas mãos. Desatou meus nós. Você desperta em mim algo que estava guardado a sua espera. Com você eu sou completa. Com você eu encontro paz. Eu não sinto medo. De alguma forma eu já conheço você. E se isso tudo for um sonho, manterei os olhos fechados.


Kamilla de Muinck.

Renovo minhas crenças.

Olho-me no espelho. Eu sou a mesma pessoa, mas nunca com a mesma verdade. Deixo minha alma transbordar. Pergunto-me se há um sentido para todas as nossas escolhas. Escolho não pensar. "Eu quero ser livre", digo enquanto abro meus braços. Uma luz clareia minha mente escura. Tento me agarrar a qualquer possibilidade. Vejo estrelas refletidas em seu semblante. Fotografo momentos na minha memória. Escrevo frases de pessoas no meu coração. Guardo texturas em minha pele. Sendo real ou não, essa é minha utopia. E em minhas fantasias, eu sou quem eu quiser ser. 




Kamilla de Muinck.

8 de agosto de 2013

Grafias de um coração.

Ouço uma palavra e me lembro de você. Provavelmente você deve ter continuado do mesmo jeito, com os mesmos defeitos e com as qualidades que somente eu enxergava, depois que te deixei. 
Vi uma foto sua. Lembrei de uma risada, e das tantas vezes que chorei por tudo o que você me causava. Tantas coisas que somente nós dois sabemos. Somente nós dois. Você continua vendo o mundo de uma forma diferente da minha. Você continua me vendo da mesma forma. Toda vez que penso em você, sinto como se você tivesse arrancado uma parte de mim. Eu nunca mais a terei de volta. 
Nunca acreditei que nós fossemos terminar assim. Tantas coisas que somente eu sei. Você pode ter perdido sua crença no amor ou em Deus, como você me disse inúmeras vezes. Mas eu passei a acreditar mais nessas duas coisas depois que te conheci. É engraçado como você nunca saberá o jeito que você me afetava. Mãos trêmulas, um incessante nó na garganta e um aperto incontrolável aqui dentro. Prendo minhas lágrimas. É triste ter a certeza de que você nunca me amou, porque eu amei você. De um jeito torto, de um jeito doentio. Te amei com todas as minhas forças. Mas você me apagou. Me soprou como se eu fosse poeira. Não deve doer em você. Mas dói em mim toda vez que digo seu nome. Você me levava do paraíso ao inferno, você sabe disso como ninguém, porque foi a frase que você me disse ao tentar descrever o que eu causava em você. Não consigo explicar o que nós tivemos. Eu sabia das consequências. Você sabia o que eu representava. Algo dentro de mim nunca vai morrer, por sua causa. Pode ter restado alguma coisa. Pode não ter sobrado nada. Eu não sei se em algum momento, você sentiu felicidade plena ao meu lado, como se não precisasse de mais nada além daquele instante. Porque eu senti. Você pode ter sido meu maior erro, minha terrível ilusão, meu monstro. Mas você me marcou de uma forma que eu jamais poderei apagar. Você era nada. Apenas alguém com diversos problemas, todos não resolvidos. Apenas um cara que não enxergava os próprios erros e que sabia criticar os dos outros como ninguém. Egoísta, frio, piadista. Mas você era tudo para mim. Você significou tudo para mim, em algum momento. Eu não conseguia lutar com o que sentia. Eu fui até o fim. Você, ao contrário, não quis ver sequer o início. 
Às vezes eu desejo que todas essas memórias sobre você sumissem da minha mente. Mas eu não posso negar o quanto você me ensinou. E por mais irônico que isso seja, você estava certo. Eu realmente preciso te agradecer. Um dia seu nome sumirá das minhas lembranças. Eu não conseguirei mais me lembrar do seu rosto. Mas o que você me fazia sentir, isso não sumirá jamais. Eu posso ter sido apenas uma garota para você. Você foi o homem que mudou a minha visão, meus sentidos e meu coração para sempre. 
Então, aqui está o seu tão desejado obrigada. Obrigada pelas brigas, pelas palavras que você falou e que me cortavam instantaneamente. Obrigada pelos surtos de desejo e raiva ao mesmo tempo. Obrigada pelas feridas. Obrigada pela dor. Mas acima de tudo, obrigada por você ter me deixado ir. Sem a sua permissão, você sabe, eu jamais conseguiria. Obrigada por me esquecer. O que tivemos jamais teria sido diferente. Porque o que nós fomos nos transformou no que nós escolhemos ser hoje. 
Prefiro lembrar de você como um livro. Um livro que eu jamais terminarei. Porque a história está por aí, correndo nas minhas veias, passando pela sua memória de vez em quando e sendo esquecida, um pouco a cada dia, enquanto outra é inventada. 



Kamilla de Muinck.

7 de julho de 2013

Falo comigo mesma.

Ouço meus pensamentos e as batidas do meu coração. Aprecio meu tempo só. Lembro dos meus acertos e dos erros. Gosto de estar sozinha. Não é autosuficiencia. Eu aprendi a aproveitar minha própria companhia. A ideia de ser obrigada a ter alguém me dá náuseas. Portanto não pense que estou com você por necessidade. Se eu estou ao seu lado é porque quero, não porque preciso.



Kamilla de Muinck.

8 de maio de 2013

Adeus, amor.

O que fazer quando a venda de seus olhos cai? Você então finalmente percebe que as mãos entrelaçadas eram apenas a sua mão. Que os abraços, era apenas você ali. E mesmo sabendo disso tudo, você deseja ter todas as coisas ruins de volta, para poder ter as boas também. Eu estava esse tempo sonhando com um amor a dois. Mas era apenas eu. E o que fazer agora? É simples. Corações são quebrados todos os dias. Nós sabemos o risco diariamente de amar alguém. Dizem que se machuca você, não é amor. Discordo. Foi amor. Um amor sufocante. Solitário. Medroso. E certo de que haveria um fim. E negando-se a acreditar nisso. Todo esse tempo eu estava amando feito uma criança. Amando alguém que sequer sabe o que amor significa. É um clichê, eu sei. Mas é inevitável escrever isso. Eu passei por cima de tudo, mas o mesmo não foi feito por ele. O que fazer? Deixar o tempo arrancar. Deixar que suas palavras secas façam algum efeito em mim. Eu dei a você meu coração, mas você não o partiu, ou o tratou mal. Você nem ao menos percebeu que eu estava ali, entregando-o a você. É nessa hora que a opinião de todos faz sentido. Eu estava lutando sozinha. Perdida no teu olhar, sendo sempre a mesma pessoa, mas recebendo uma que mudava a todo instante. Dói ter que dizer que nunca mais verei você novamente. Prefiro acreditar que foi divertido para você. Assim faz algum sentido. Assim não preciso admitir que foi tudo um grande vazio. Então, vejam só, a palavra mais usada nesses casos de amores impossíveis, amores solitários, amores que ficam soltos no ar: Adeus, amor.


Kamilla de Muinck.

10 de março de 2013

Nos seus braços,

eu sinto como se nossa história nunca tivesse tido alguma interrupção. Tanto tempo longe, tanto tempo tentando me afastar, mas toda vez que te vejo, a mesma sensação toma conta de mim: como se uma onda viesse tão forte que conseguisse me levar junto. E assim eu caminho, trêmula. Não quero jogar. Não quero que alguém perca. Mas não quero ter que juntar-me aos pedaços novamente. "Como sou tola", penso. Não há regras no amor. Quando se ama, você sabe. Você pode enlouquecer, você pode perder o que mais queria. Quando se ama, não há valor maior do que saber que não se trata de valores. E dessa vez, abracei meu caos. Eu quero você e todos os problemas, todos os defeitos. Quero por inteiro. É perigoso, eu sei. Mas não posso dizer que não, quando tudo em mim grita "sim".




Kamilla de Muinck.

"Everything you say,

makes me wanna stay,


but everything you've done, 

makes me wanna run, run, run...


Try to be strong, but babe, I adore you."



(Tudo o que você diz, me faz querer ficar, mas tudo o que você fez, me fazer querer correr, correr, correr... Tento ser forte, mas babe, eu te adoro.)


Butterflies, Lana Del Rey.

3 de janeiro de 2013

Refletido nas estrelas,

vejo todas as palavras. Sons adormecidos. Pessoas esquecidas. Tantos rostos. Tantos gestos. Em uma única noite. Uma Lua não muito brilhante, tenta achar sua perfeição. O que há em seu coração? Será um dom? Uma maldição? A melodia soa tímida, revelando pouco a pouco seus desejos. Amar não é errado. Entre a verdade e a mentira, o destino e o sonho, há a realidade. Que caminha entre nós todos os dias.


Kamilla de Muinck.

1 de janeiro de 2013

Feliz Ano Novo!

Para começar bem 2013, escolhi uma música que eu particularmente adoro, passa uma linda mensagem. Espero que gostem e que esse novo ano venha repleto de coisas boas!


"E o amor não é uma coisa fácil. É a única bagagem que você pode trazer. Amor não é uma coisa fácil. A única bagagem que você pode trazer. É tudo o que você não pode deixar para trás"
E se a escuridão for nos separar? E se a luz do dia parece estar muito longe? E se seu coração de vidro se partir, e por um segundo você quiser voltar atrás. Oh não, seja forte. Continue em frente. O que você conquistou, eles não podem te roubar. Não, eles não podem nem ao menos sentir isso. Continue em frente. Mantenha-se segura esta noite. Você está arrumando a mala para ir a um lugar onde nenhum de nós esteve. Um lugar no qual se tem que acreditar para ver, você poderia ter voado para longe. Um pássaro cantando em uma gaiola aberta que só irá voar, só voará pela liberdade. Continue em frente. O que você conquistou eles não podem te negar. Não podem vender, nem podem comprar. Continue em frente. Você continua segura esta noite. E eu sei que dói, como o seu coração se partiu. Você pode aguentar muito mais. Continue em frente. Lar, difícil saber o que é se você nunca teve um. Lar, eu não sei onde é, mas eu estou indo. Lar, é onde a dor está. E eu sei que dói. E o seu coração se parte. E você pode aguentar muito mais. Continue em frente. Você tem que deixar para trás: tudo o que você produz, tudo o que você faz. Tudo o que você constrói, tudo o que você quebra. Tudo o que você mede, tudo o que você sente. Tudo isso você pode deixar para trás. Tudo o que você raciocina, é apenas tempo. E eu nunca estarei acima do que procuro. Tudo o que você percebe, tudo o que você conspira. Tudo que você veste, tudo o que você vê. Tudo que você cria, tudo o que você destrói. Tudo o que você odeia.



Walk On, U2.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...