22 de julho de 2012

Algumas coisas ficam presas dentro de mim. Tento descosturá-las, mas parece ser impossível. Deito e olho para o lado. E nada. Tento não pensar. Simplesmente não pensar em nada. Mas minha curiosidade me vence, e novamente viajo por entre as palavras não ditas, os pensamentos não lidos (como eu queria que alguém pudesse lê-los e me dizer que na verdade não é tão ruim assim) e fico repassando tudo, como um filme que vejo mais uma vez. Difícil tentar viver num mundo em que não consigo entender ninguém. Minhas teorias  foram por água abaixo de novo. A inconstância aqui dentro me assusta. Ao mesmo tempo, gosto das coisas que não me fazem bem, que não me deixam ver uma resposta clara. Gosto das perguntas que não conseguem ser respondidas. Sinto muito mais interesse em viver na dúvida do que achar uma certeza que para mim nada significa.


Kamilla de Muinck.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...