14 de abril de 2012

Que seja divertido enquanto dure.

Que seja romântico. Mas um romântico consciente. Ah, mas que não me dê um buquê de rosas. Que me traga uma única flor. E me diga "toma". Que não diga "eu te amo". Ai, por favor, que não precise ser dito. Que eu consiga sentir que ele me ama apenas por seu olhar, me observando. Que me faça rir - como eu adoro rir! E que demos muitas risadas juntos. Que não me mande mensagens no celular quando eu estiver dormindo. Que eu apenas sinta que ele está pensando em mim enquanto estou pensando nele. Que não haja clichês entre nós. Apenas amor. E amor que faça bem. Que não ligue para tempo. Que qualquer tempo comigo seja válido. Que me ensine. Que aprenda comigo. Que não fale em casamento, ah não... que esteja ótimo do jeito que está. Que tenha paciência. Que não me pressione e me deixe livre do mesmo jeito que eu o deixarei. Que me cale sempre com um beijo, e que seja delicado. Que pegue na minha mão e me deixe andar na frente. Que sempre fale baixo. Sim, que fale baixinho "como você está alta hoje" e eu sussurrando direi "são meus saltos, amor". Que não haja comparações. Que seja ele e eu. Que não me dê presentes - meu presente maior será ele. Que não faça nada por necessidade ou obrigação. Que me queira sempre. Que seja meu. E que eu seja dele. E que seja divertido enquanto dure.







Kamilla de Muinck.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...