19 de março de 2012

O medo surge,

então coloco meus pés para trás novamente. Mas meu coração diz que está pronto, que eu devo arriscar.
É que amar te deixa mais bonita. Mais segura, te deixa mais feliz, mais alegre. Mas pode te destruir no momento em que ele olha para você e diz: não. Não, eu não quero mais. Eu desisto. Não sinto mais o que você sente. E mais uma vez, você acaba tendo que começar outra vez. E o que fica guardado em você são as boas e generosas lembranças, as quais você não conseguirá se livrar por um bom tempo. E é desse ciclo que estou cansada. É da história, que enquanto está sendo escrita, eu já sei o final. E é isso que minha razão me alerta. Mas do que adianta? Meu coração, amigo e traidor, sempre vence. Então eu venço o medo, meus pés caminham para frente e eu sigo. Com um nó na garganta e a incerteza das palavras "eu te amo" e "será para sempre".






Kamilla de Muinck.

4 comentários:

  1. O pior é quando esse amor ainda não foi vivido, é sentir saudade de algo que nunca foi seu.
    Beiijos:)
    http://cartasp-voce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Tudo isso acontece por colocar expectativas no outro, mas quem controla os nossos sentimentos.
    Estou cansada desse ciclo, sempre o mesmo e torturante :/
    http://mariliatasso.blogspot.com.br/
    curta a fanpage lá no blog =D

    ResponderExcluir
  3. Isso é muito ruim mesmo. É triste você acreditar em alguém, gostar de alguém, amar alguém, e esse alguém partir seu coração.
    que texto lindo *-*
    estou seguindo aqui.
    beijos,
    the-mandie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Se entregar nas mãos de uma pessoa, confiar cegamente em alguém e criar tantas experctativas sobre o outro, pode machucar e machuca mesmo. A decepção é uma droga, deixa a gente com medo de arriscar novamente, de se jogar de cabeça numa nova paixão.

    Beijos,
    Monique <3

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...