28 de março de 2012

Precious Illusions.

Uma das minhas músicas favoritas dela. A letra realmente consegue descrever todas as fantasias e ilusões que uma mulher carrega, e que por mais que tente, não consegue deixá-las. Segue a letra:


"Você irá me salvar, certo? Exatamente do mesmo modo que eles nunca fizeram? Eu irei ser feliz, certo?  Quando seus poderes de cura se acabarem? Você irá me completar, certo? Então minha vida pode finalmente começar. Eu irei valer a pena, certo? Somente quando você perceber a jóia que eu sou.  Mas isso não irá funcionar agora do mesmo jeito que uma vez funcionou, e eu não vou continuar com isso embora eu amaria, uma vez que eu saiba quem eu não sou então eu saberei quem sou. Mas eu sei que eu não ficarei bancando a vítima. Essas preciosas ilusões em minha mente, não me decepcionaram quando eu era indefesa e renunciar à elas é como renunciar aos melhores amigos invisíveis. Esse anel irá me ajudar, ainda que você apareça como um cavalheiro numa armadura brilhante? Essa pílula irá me ajudar enquanto esses garotos se vão como água? Mas isso não irá funcionar tão bem do mesmo jeito que uma vez funcionou, porque eu quero decidir entre sobreviver e ser feliz. E embora eu saiba quem eu não sou eu ainda não sei quem sou, mas eu sei que eu não ficarei bancando a vítima.  Essas preciosas ilusões na minha mente, não me decepcionaram quando eu era uma criança e renunciar à elas é como renunciar aos melhores amigos de infância.
  Eu gastei muito tempo olhando firmemente para fora de mim. Eu gastei muito tempo vivendo no modo de sobrevivência. Mas isso não irá funcionar tão bem do mesmo jeito que uma vez funcionou, porque eu quero decidir entre sobreviver e ser feliz. E mesmo que eu saiba quem eu não sou, eu ainda não sei quem sou, mas eu sei que eu não ficarei bancando a vítima.  Essas preciosas ilusões na minha mente, não me decepcionaram quando eu era uma criança e renunciar à elas é como renunciar aos melhores amigos de infância."


Precious Illusions, Alanis Morissette.






24 de março de 2012



O amor é complicado.  




 E é isso o que eu mais gosto nele. 





Kamilla de Muinck.

O desconhecido,


faz meu coração bater mais forte. Desperta em mim o medo, a curiosidade, a vontade de ir bem mais longe. Nada melhor do que caminhar indo em direção ao que desconheço. Tiro os sapatos, para sentir que minha realidade se choca com a intuição e a esperança de que o que quer que seja, irá me fascinar. Então encontra-me, faça de mim uma experiência do destino. E o que tiver de ser, apenas será.

Kamilla de Muinck.


Ela fecha os olhos,

e diz para si mesma "não olhe para trás, não seja estúpida". Mas não há remédio para a saudade. Algumas vezes ela se pega relendo frases, fotos e alguns desenhos que guarda no fundo de uma caixa, bem escondido. Ninguém sabe o quanto dói ter que deixar ir. Mas é necessário. Porque quando um caminho termina, é tempo de começar um novo. Ela sempre levará o que sentiu dentro de si. Podemos tentar arrancar tudo de nós, menos o amor verdadeiro. Não importa se não existe mais; uma vez que nasce, ninguém consegue matá-lo pela raiz. Elá irá amar outra vez. Várias vezes, isso é verdade. Mas não daquele jeito. E nem daquela intensidade. Porque toda vez que amamos, doamos um pedaço nosso ao outro. E que assim seja: eternamente amor.




Kamilla de Muinck.

19 de março de 2012

O medo surge,

então coloco meus pés para trás novamente. Mas meu coração diz que está pronto, que eu devo arriscar.
É que amar te deixa mais bonita. Mais segura, te deixa mais feliz, mais alegre. Mas pode te destruir no momento em que ele olha para você e diz: não. Não, eu não quero mais. Eu desisto. Não sinto mais o que você sente. E mais uma vez, você acaba tendo que começar outra vez. E o que fica guardado em você são as boas e generosas lembranças, as quais você não conseguirá se livrar por um bom tempo. E é desse ciclo que estou cansada. É da história, que enquanto está sendo escrita, eu já sei o final. E é isso que minha razão me alerta. Mas do que adianta? Meu coração, amigo e traidor, sempre vence. Então eu venço o medo, meus pés caminham para frente e eu sigo. Com um nó na garganta e a incerteza das palavras "eu te amo" e "será para sempre".






Kamilla de Muinck.

17 de março de 2012

Summertime.

"É a época do ano com coisas crescendo selvagens, o amor é encontrado debaixo das estrelas. As crianças estão brincando no quintal agora, pegando vaga-lumes em uma jarra. Eu estou sentada na minha varanda de trás, e estou me perguntando onde você está. E se você olhar para a Lua como eu, Isso parte o seu coração? Isso parte o seu coração... Quando você pensa em mim, você se lembra de esquecer? Verão... Eu volto lá na minha mente, beijando debaixo do luar. Descobrindo coisas que nós pensamos que nunca encontraríamos, quando eu era sua e baby você era meu. Verão... Eu pensei que te vi alguns meses atrás, no aeroporto embarcando num avião. Eu não consegui me mover, eu não sabia o que fazer. E você tirou meu fôlego. Eu ouvi que ela está usando um anel de diamantes brilhantes, acho que você está finalmente seguindo em frente. Eu espero que você esteja feliz quando ela está olhando para você, e eu sei que isso pode ser errado. É, isso pode ser errado... quando eu penso em você, eu apenas não consigo esquecer. Verão... eu volto lá na minha mente. Uh, como isso sempre me atinge... Todas as flores crescendo selvagens, beijando debaixo do luar. Descobrindo coisas que nós pensamos que nunca encontraríamos, quando eu era sua e baby você era meu. Eu estou sentada na minha varanda de trás, e eu estou me perguntando onde você está..."

Summertime, Michelle Branch.



Onde quer que você esteja, mesmo não sabendo se você cumprirá, eu nunca esquecerei nossa promessa. Nunca esquecerei você. Uma parte de mim será sempre sua, jamais pertencerá a ninguém além de você.

9 de março de 2012

E se me perguntarem,

se estou apaixonada, direi "é claro que estou". Estou apaixonada pela vida. Estou apaixonada pela minha família. Estou apaixonada pelos meus amigos. Estou apaixonada pelos lugares que já fui e pelos que estou agora. Estou apaixonada pelo amor que sinto. Estou apaixonada pela vontade de me apaixonar. E que essas paixões durem eternamente.



Kamilla de Muinck.

3 de março de 2012

Deixar sentir.

- Não acredito no amor.
- E por que não acredita?
- Porque o amor deve durar para sempre. E não acredito em nada que dure.
- Por que não?
- Porque não conheço a fórmula para fazer algo durar para sempre.
- Talvez não seja preciso uma fórmula. Talvez tudo o que seja preciso é deixar que se sinta. Tudo o que houver sentimento, dura. Nem que seja dentro de você.



Kamilla de Muinck.

1 de março de 2012

Uma lágrima,

um aperto forte no coração. Sentimento tolo. Impreciso, que machuca e corta ao ser ingerido. Mas necessário. Jogo que mata por dentro, queimando tudo o que encontra. E ninguém sabe o quanto arde, apenas os que amam de verdade. Impossível não criar ilusões. É querer alguém por apenas um minuto. E aquele minuto, você sabe, levará consigo para toda sua vida. Dor que se insiste em sentir. Um suspiro em troca de várias noites sem dormir. Me dê todo o seu amor. Toda a tolice, a tristeza e a felicidade que é sentida por dentro. O amor é uma droga. É inútil. Mas - Deus - como eu preciso dele.




"Give me all your love, give it to me right now, all your love. Don't mess around with my love."





Kamilla de Muinck.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...