25 de dezembro de 2011

Endlessly.


"Infinitamente, eu estou contando os dias para quando você vier me encontrar. Infinitamente, eu caio no sono para sonhar, e você está aqui mais uma vez, parece. Infinitamente, estou procurando por você em todo lugar que eu vá e em todas as coisas que eu faço. Ainda assim eu vou continuar procurando, até eu encontrar você. Infinitamente, Eu me viro para todas as portas. E é você que eu estou esperando encontrar. Então, interminavelmente, estou procurando por você em todo lugar que eu vá e em todas as coisas que eu faço. Ainda assim eu vou continuar procurando até eu encontrar você. Até eu encontrar você."




Endlessly, Duffy.

No ending.

Hoje, enxergo com outros olhos. Eu não gostaria de estar em qualquer outro tempo, com qualquer outra pessoa que não fosse essa que eu encontrei dentro de mim. Meu coração aprendeu a não esperar. Apenas sonhe, não se preocupe com o resto - foi o que eu ouvi quando parei de olhar para trás. Eu não me transformei numa nova pessoa. Transformei-me numa nova edição de mim mesma. Eu não tenho achado nada além de aprender a encarar e aceitar. A vida é curta demais para que eu pare quando deveria estar caminhando. Eu superei tudo o que havia para superar. Esqueci o que era para ser esquecido. Guardei apenas o necessário para lembrar de minha realidade. Arrumei o que era para ser arrumado. E deixo que a vida faça o resto e me traga o que ainda há para ser vivido. Porque não há final enquanto eu ainda sinta um coração batendo em mim.

Kamilla de Muinck.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...