27 de fevereiro de 2011

Como um gato.

Ao te conhecer, irei ser amável com sorrisos, mas minha desconfiança continuará intacta. Precisarei de você às vezes, e para isso usarei charme, mas não se engane: não dependo de ninguém. Se eu tiver que ir, não hesitarei em achar outro alguém pelo meu caminho. Eu irei usar dos meus vários estágios de temperamento para encarar meu destino. Mística, caçadora e determinada. Eu posso ser agradável, mas não se esqueça: sou como um gato. Irei pedir carinho às vezes. Terei interesses pessoais em você. Não será fácil me derrubar. Tenho a minha própria personalidade. E uma opinião sobre o destino: o meu, eu farei com meus próprios pés.


Kamilla de Muinck.


24 de fevereiro de 2011

"Nós somos as pessoas substitutas."

"- Quer ouvir minha teoria? - Claro.
- Você e eu temos um talento especial, percebi isso logo de cara.

- Me conta.

- Nós somos as pessoas substitutas.
- Os substitutos...
- Fui uma substituta a vida toda. Não sou uma "Ellen", nunca quis ser uma Ellen. Também não sou uma Cindy, embora os Chucks me amem.

- Tenho certeza que sim.

- Gosto de ficar sozinha. Quer dizer, estou com um cara casado com a carreira acadêmica. Raramente o vejo, sou a substituta lá. Gosto disso assim, é muito menos pressão.

- Não estou acostumado a garotas como você.

- É porque sou única. 

Não precisa fazer piadaGosto de você sem as piadas."



(Diálogo do filme Elizabethtown)

22 de fevereiro de 2011

In Another Time.

As pessoas constantemente passam ao seu redor. Elas simplesmente não se importam. Apenas você sabe, que dentro do seu coração há algo ruim. E que dói frequentemente. Talvez em outro tempo, você seria diferente. E tudo seria diferente. Mas apenas pense; não há nada que possamos fazer quando o vento está vindo. Sim, você e eu sabemos que ele te levará para longe. E por um momento você estará livre desses tantos medos que te apavoram. Às vezes crescer machuca. Saber que nada mais terminará com um final feliz como nos livros ou filmes. E o vento lhe traz de volta. E você novamente tem que caminhar. Em outro tempo, você poderia modificar isso. Em outro lugar, talvez as pessoas seriam mais gentis. "Essa é a sua vida garota", digo a mim mesma. E encaro meu verdadeiro tempo como se fosse outro.




"(...)Darling I just want you to know, your tears won't leave a trace. In another time girl, in another place." Sade



Kamilla de Muinck.

13 de fevereiro de 2011

Apenas um caminho.

Está ficando mais fácil negociar comigo mesma. Parece que os vários bichos dentro de mim se aquietaram por um tempo. E eu me sinto tranquila. Muitas vezes eu disse que estava bem, quando não estava. Chorando e sorrindo. Eu não posso mais com isso. E negociei comigo, minhas cicatrizes estão fechadas. Pelo menos por enquanto. Às vezes uma mentira não machuca tanto. Não quando você mente para sí mesmo; não quando você sabe a verdade e usa a mentira para esconder a dor.
A vida tem muito de lhe tirar e te dar novamente. Ou dar e arrancar de você para sempre.Não gostaria de passar minha vida toda mentindo para mim. Eu escondo minha verdade e a jogo lá no fundo. Mas ela continua lá. Não desaparece, não perece. Permanece intacta dentro de mim. Parece ser mais fácil assim. Suportar tudo até o fim da linha. Poderia ser algo da minha cabeça. Estou enxergando de um ângulo errado; esse é o mal da mentira: ela não existe. Você sabe que não. Você sente isso. A verdade lhe grita enquanto a mentira lhe tapa os ouvidos. E é tudo questão de tempo até ela sair, escorrendo pelos olhos.

Mas seja forte criança, aguente sua verdade. Ela sempre lhe mostrará para onde você deverá ir. Não um caminho certo ou errado. Apenas um caminho.





Kamilla de Muinck.
(trecho de um dos meu diários)

1 de fevereiro de 2011

Com tantos caminhos,







a serem seguidos,



eu acabo sem saber qual deles é o meu.








Kamilla de Muinck.


"Quando fazemos tudo,


para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado,
melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue; outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho… o de mais nada fazer."


Clarice Lispector.

"He walks away,

The sun goes down, he takes the day but I'm grown.


And in your way, in this blue shade,


My tears dry on their own."


(Ele vai embora, o Sol se põe, Ele leva o dia, mas eu já sou crescida. E do seu jeito, nesse tom triste, minhas lágrimas secam sozinhas.)






Tears Dry on Their Own, Amy Winehouse.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...