25 de abril de 2010

25 de abril de 1995.

Essa data é extremamente importante pra mim. Foi o dia em que Deus me deu o melhor presente de toda a minha vida: um anjo. A minha melhor das melhores amigas, minha confidente, minha companheira, minha irmã, meu amparo... ele me deu a Gabrielle. E desde então, não importa o que acontecesse comigo, se houvesse alguma tristeza em mim, alguma coisa que eu fiz de errado, alguma briga com alguém, algum segredo, alguma alegria, alguma lágrima. Eu sempre compartilharia com ela. E nesse dia, eu agradeço mais do que nunca, por ter participado de 15 anos da sua vida. 15 anos. O tempo passa muito rápido. Apesar de eu ser a mais velha, parece que é ela que sempre está cuidando e me protegendo. Como um anjo. Um verdadeiro anjo. E eu daria a minha vida por ela. Sim, eu daria, sem pensar duas vezes. Eu a protegeria de qualquer mal, eu a cuidaria. Gabi, hoje você faz 15 anos. Eu sei que você está super ansiosa e com medo e respirando fundo para seguir em frente. Quando se faz 15 anos, tudo o que você pensava começa a ser reformulado. É uma idade em que realmente você começa a entender o que é a vida e o que ela tem para lhe oferecer. E não importa para quais caminhos a vida te leve, eu vou sempre estar com você. Em cada momento de angústia, desespero, raiva, alegria, diversão, euforia, cada momento de sua vida. Eu quero realmente que você aproveite seus 15 anos e que você pode sempre contar de verdade comigo. Deus sabe porque ele nos fez irmãs, e a cada dia eu agradeço a ele por isso. Eu te amo Gabi. Te amo de verdade. Um pedacinho de você é um pedacinho de mim. Feliz Aniversário. Que você realmente encontre o que procura e que isso lhe faça extremamente feliz. Você merece.




Nunca deixe ninguém te machucar. Tudo o que você sonhar um dia vai se realizar; você é um anjo e anjos não se ferem jamais.


Kamilla de Muinck.

22 de abril de 2010

Eu não derrubo você para isso.

Tudo parece se voltar para você. É difícil viver em tempos como este, onde a beleza é idolatrada e o conteúdo jogado fora. Apenas veja quem você e quem você quer ser. Não meça esforços para conseguir o que quer, contanto que isso não o transforme. E contanto que para sua felicidade, você não prejudique a dos outros. Às vezes o que você quer já está bem ali, na sua frente, você apenas não consegue enxergar. Não use da arrogância e baixo nível para preservar o que é seu. Francamente, o mundo já está farto disso. Eu tenho meus amigos, minha família a qual eu a amo, um amor e uma realização pessoal da qual eu não abro mão jamais: eu sou quem eu quero ser. E eu não derrubo você para isso. Eu sou o que meus instintos, minhas emoções, minhas razões e um coração o qual eu sempre vou ouvir demonstram e eu não escondo nem quero esconder isso. Eu sou o que eu digo se faço ser. E isso pode incomodar tanto em algumas pessoas, que elas podem começar a indagar minhas razões. Mas eu não faço barreiras para o seu sucesso e sua alegria, seria hipocrisia. Desde que você tenha um argumento plausível para me derrubar, eu vou estar ali, na sua frente, pronta pra defender. Eu tenho fé, eu tenho esperança, eu tenho sonhos, eu tenho um amor e uma coisa que você jamais vai tirar de mim, faça o que quiser fazer para tentar: eu tenho vontade. Uma vontade enorme de viver e deixar viver. De amar e ser amada. De ser feliz e fazer a felicidade. Pense bem nisso e no que você faz ou julga necessário para achar um tesouro antes de apontar aos outros seus erros. Às vezes você pode tê-lo triplicados em você, só você não os reconhece. Pense nisso. O seu maior sonho pode ser seu principal motivo de queda se não for bem planejado e se não tiver em vista as consequências.


Kamilla de Muinck.


20 de abril de 2010

Trecho de Manual do Guerreiro da Luz.

"Um guerreiro sabe que um anjo e um demônio disputam a mão que segura a espada.  Diz o demônio: "Você vai fraquejar. Você não vai saber o momento exato. Você está com medo.  Diz o anjo: "Você vai fraquejar. Você não vai saber o momento exato. Você está com medo.  O guerreiro fica surpreso. Ambos disseram a mesma coisa.  Então o demônio continua: "Deixa que eu te ajudo". E diz o anjo: "Eu te ajudo".  Nesta hora, o guerreiro percebe a diferença.  As palavras são as mesmas, mas os aliados são diferentes.  Então ele escolhe a mão de seu anjo."


Manual do Guerreiro da Luz, Paulo Coelho.

I'm gonna live,

much more than you ever imagined,


So suprise... I'm free,
to be the girl you tried to steal,


to be the girl you tried to steal from me.




I'm free. Yeah, I'm free.



Free, Plumb.

Eu posso fazer meu caminho.

Por que eu tentaria me passar por um outro alguém apenas pra te agradar? Eu jamais renunciaria a minha personalidade para ter julgamentos positivos sobre mim. Eu não preciso me parecer ou pensar igual a um grupo de pessoas para me encontrar completa. Prefiro estar sozinha. Eu jamais forçaria uma opinião pensando em bajular alguém, não, eu digo o que eu penso. E você pode discordar ou não. É uma via de mão dupla. Só não pense que você vai me convencer com o simples argumento de que  "todos fazem" ou "você deve ser assim porque todos são". Sim, eu sou seletiva, eu tenho a MINHA opinião, a minha voz e o meu direito de fazer escolhas. Eu não preciso me parecer com o que você pensa, acha, é ou quer ser para ser aceita. Eu quero ser apenas eu mesma, autêntica, com meus erros e defeitos, mas nunca deixando de ser eu mesma. Afinal, por que eu optaria por escolher o seu caminho, se eu posso fazer o meu?




Kamilla de Muinck.

13 de abril de 2010

Nosso lado criança.


Se você reparar bem em uma pessoa, qualquer pessoa, e pensar em seus motivos para sorrir e ter alegria, inevitavelmente você vai encontrar como resposta: seu lado-criança. Exatamente. Todos nós temos um lado, que por mais arrogantes, estressados ou debilitados mentalmente estivermos, sempre vai estar lá. E esse é o lado criança que habita em cada um de nós. Esse comportamento de querer brincar com tudo, não tendo ao menos noção de hora ou lugar. Não que esteja citando como lado criança as estupidez, erros cometidos e não aprendidos, enfim. Estou falando daquele seu lado de querer sorrir por tudo, até mesmo se passar uma borboleta perto de você. Crianças são o melhor estágio de desenvolvimento do ser humano. É a fase onde elas querem aprender e explorar tudo, sem medo de errar. São puras. E é essa pureza e esse lado alegre que muitas pessoas esquecem. Às vezes sorrir ao ver uma formiga carregando uma folhinha pode parecer besteira para alguns, mas eu vejo como a coragem de um ser tão pequeno em querer carregar algo tão grande e tão pesado. E eu fico curiosa. É assim que as crianças vêem a vida. Sempre curiosas, sorridentes, alegres, cheias de vontade de viver e experimentar cada pequena sensação que a vida nos proporciona. Sem medo de errar, e com muita coragem de algumas vezes começar tudo de novo, mesmo alguém dizendo não. E é esse lado criança que devemos preservar e jamais esquecer.


Kamilla de Muinck.

"Every point of view,

has another angle, and every angle has its merit, but it all comes down to faith, that's the way I see it. You can say that love is not divine and you can say that life is not eternal. "All we have is now",but I don't believe it.

There's a God-shaped hole in all of us and the restless soul is searching. There's a God-shaped hole in all of us and it's a void only He can fill.

Does the world seem grey with empty longing, wearing every shade of cynical, and do you ever feel that there is something missing?"




God Shaped Hole, Plumb.


Por que,

eu não paro de rejeitar a única solução para isto? Eu tento escutar todas as palavras, elas fluem rápido demais na minha mente para eu tentar pegá-las. Eu tento fazer disso o melhor que posso, mas às vezes sinto que não consigo. O mundo fica tão cinza em alguns momentos que eu olho para ao meu redor e percebo isso. Talvez esteja procurando algo tão óbvio e tão perto de mim que já tenho encontrado há muito tempo, só não tenho forças para admitir. Acertar tudo o que nasce e morre dentro da minha mente é difícil. Às vezes mal consigo falar. Às vezes é difícil dormir. Ás vezes é difícil compreender esse mundo tão confuso e sem piedade de nada nem niguém. Olhando para o céu, percebo a graça disso tudo: por trás de todo sofrimento, existe uma lição a ser aprendida, assim como sem a dor não há o prazer. E a única coisa que pode me salvar é seu amor. Seu amor por mim. E tudo o que você tenta me fazer para me salvar. E quando eu vejo e consigo sentir isso, tudo se torna mais fácil. E apesar de uma parte de mim continuar no escuro, tentando achar uma luz para isso, para o que ficou para o passado, ainda tenho algumas corrosões que só eu mesma posso consertar. Quando vejo meu sorriso pelo que estou presenciando é aí que eu entendo a beleza de tudo isso. Nós.


                                                                       Kamilla de Muinck.

11 de abril de 2010

Lágrimas.

A maioria das pessoas as evitam. Algumas as usam demais, às vezes para convencer alguém. Outras as escondem tanto, que acabam tendo que mostrá-las de uma vez só um dia. Dizem que chorar faz bem, pois você coloca pra fora tudo o que está sentindo. Há pessoas que choram até por qualquer filme que estejam vendo. Eu não gosto de chorar, é claro, mas em alguns momentos o que eu sinto excede o que eu penso e elas acabam vindo. Para alguém ou alguma coisa me fazer chorar, ela tem que significar bastante. Existem também as lágrimas de felicidade, aquelas que saem espontâneamente quando você beija o cara certo, ou quando alguém te pede em casamento, ou sei lá, pelo simples fato de você estar feliz. Eu penso que só se deve chorar quando aquilo significar uma coisa importante para você. Caso contrário, não exponha uma lágrima. Eu realmente fico encantada ao ver alguém chorando, mesmo o motivo daquelas lágrimas ser a tristeza de alguém, pois as lágrimas são algo verdadeiro. Não faça da lágrima algo falso; as lágrimas são as palavras da alma, quando elas quiserem fluir faça com que elas falem por você.

Kamilla de Muinck.

6 de abril de 2010

"Oh these little protections,

how they fail to serve me, one forgotten phone call and I'm deflatedOh these little defenses, how they fail to comfort me. Your hand pulling away and I'm devastated. When will you stop leaving baby? When will I stop deserting baby? When will I start staying with myself?
Oh these little projections, how they keep springing from me. I jump my ship as I take it personally. Oh these little rejections, how they disappear quickly, 



The moment I decide not to abandon me. "





(Essas pequenas proteções, como elas falham em me ajudar, um telefonema esquecido e eu me sinto insignificante. Essas pequenas defesas, como elas falham em me consolar, basta você virar as costas e eu me sinto desolada. Quando você vai parar de ir embora, meu bem? Quando vou parar de fugir, meu bem? Quando começarei a permanecer comigo mesma? Essas pequenas rejeições, como elas continuam nascendo de mim. Eu pulo do meu navio assim que eu embarco. Essas pequenas rejeições, como elas desaparecerão rapidamente, no momento que eu decidir não me abandonar.)

So Unsexy, Alanis Morissette.




Aprenda a conviver com você mesmo.

O futuro é uma coisa bastante complexa para mim. É difícil você acordar de manhã e não saber o que pode acontecer nos minutos seguintes. Já ouvi histórias com finais terríveis sobre esses minutos. E outras tão lindas que me emocionam. Há uma música que diz "o futuro é apenas o passado com as luzes acesas". Será mesmo verdade? O que você fez no passado interfere seu futuro? Mas então e aquela história de esquecer o passado e seguir em frente? Dificíl entender isso. Às vezes eu gostaria de saber o que me espera. Sinto uma enorme necessidade de saber. Às vezes sinto que a fase em que me encontro, o lugar onde estou, nao é o lugar que deveria estar. Mas se estou no lugar errado, onde deveria estar? onde eu pertenço? Às vezes minhas justificativas são falhas. Às vezes tudo o que eu construí para mim vejo desmoronar em segundos. Porque ninguém pode ser feliz por vários momentos, por que tem sempre que ser um só? Eu realmente não sei porque indago coisas para mim mesma, sabendo que não sei a resposta ou que a resposta vai me fazer chorar. E as pessoas ao seu redor, elas só exigem mais de você. Ás vezes me encontro tão sensível e vulnerável que mal consigo me levantar. E insisto em parecer forte, inquebrável. Mas não sou. Não quero guardar isso sempre pra mim. Não estou sozinha. Sei que não estou. Mas algumas vezes não consigo enxergar nenhum rosto que possa me compreender. Eu só não quero perder minha força. Minha capacidade de sempre dizer, está tudo bem, Kamilla. De chorar e enxugar minhas próprias lágrimas. Sei que não há, supostamente, motivos para isso. Mas às vezes não consigo entender a razão então para meu coração insistir em dizer que está errado, e me passar essa emoção tão forte. Não importa quantas pessoas você conheça, uma hora você sempre se encontrará sozinho. Não é algo ruim. Aprenda a conviver com você mesmo, e você aprenderá a conviver com o que o destino reserva para você a cada curva.




Kamilla de Muinck.

4 de abril de 2010

"It's funny how I,

find myself,

in love with you."




It's My Life, No Doubt.

Apenas estar ali.

Engraçado como alguém pode te deixar tão perplexamente feliz, só de estar ao seu lado segurando sua mão. Só daquela pessoa apenas estar ali, dizendo que se importa, faz de você a pessoa mais feliz e completa do mundo. Às vezes nós não queremos um elogio, "como você é linda" ou qualquer outra coisa assim, não queremos beijo, paixões desenfreadas, desejo ou promessas falsas. Queremos apenas a presença de uma pessoa que escute nosso silêncio, que te faça rir quando o que você mais quer é chorar, que faça com que uma ida ao supermercardo ou a uma loja se tornar o melhor programa de sua vida, porque ele (ela) estava lá. Às vezes queremos que as palavras sejam dispensadas, que o olhar fale tudo o que você gostaria de escutar. Se você tem uma pessoa assim, preserve-a. Ela pode ser o grande amor de sua vida e com toda a certeza, muito raro de se encontrar.


"Um grande amor se baseia no princípio de que os dois se gostam, não basta apenas um querer. Um grande amor nasce simples e permanece pelos tempos como uma grande cumplicidade. Um grande amor reclama tempo de cada um, pouquíssimos são os que se reconhecem através do primeiro olhar, mas, fica dentro de cada um a certeza de que já se conhecem há muito tempo."


Kamilla de Muinck.

1 de abril de 2010

Hurricane.

Conheci essa múica quando tinha 9 anos, pelo meu pai e toda vez que a ouço não deixo de ficar emocionada. A música é escrita e cantada por Bob Dylan. Nela, ele narra a história de Rubin Carter, boxeador, conhecido como Hurricane (Furacão). Ele  foi preso em 66, acusado de assassinato em primeiro grau. Foi libertado, após 19 anos de prisão, em 85. Sua história foi contada no filme Hurricane, sendo interpretado brilhantemente por Denzel Washington. Bob Dylan foi processado pela Patty Valentine, por ter usado seu nome na música. Bob Dylan realmente traduz todo seu sentimento de raiva e da injustiça que cometeram com Hurricane.  

                                                         A História
Rubin "Hurricane" Carter (6 de maio de 1937 - ) foi um boxeador peso médio estadounidense no período entre 1961 e 1966, conhecido por travar uma longa disputa judicial ao ser preso por assassinato. Hurricane foi surpreendido pela polícia quando andava de carro com amigos, sendo preso por um crime do qual anos mais tarde seria inocentado. Na prisão viu sua carreira de boxeador ir por água abaixo, sendo que era o favorito ao cinturão de Peso Médio do ano de 1966, isso aos 29 anos de idade. Junto com seu amigo John Artis foi condenado pelo homicídio de três pessoas em um bar da cidade. Duas testemunhas no local do crime confirmaram os dois como os autores do triplo assassinato. Artis passou 15 anos na cadeia antes de obter sua liberdade. Rubin Carter fica preso até 1985, quando graças à retirada do processo e a anulação da pena, é solto. Quase trinta anos depois, em 1993, recebeu o Cinturão de Campeão de Peso Médio do Boxe. O episódio foi eternizado na música Hurricane, de Bob Dylan. Também há um filme sobre sua vida chamado The Hurricane, protagonizado por Denzel Washington.



Segue a letra:

"Tiros de pistola ouvidos no bar, Patty Valentine entra pelo corredor de cima. Ela ve o garçon em uma poça de sangue. Grita, 'Meu Deus, eles mataram todos eles!'. Aqui vem a história do Hurricane, o homem que a policia veio culpar, por algo que ele não fez, colocado em uma cela, mas um dia ele poderia ter sido o campeão do mundo...
Três corpos deitados, Patty vê. E outro homem chamado Bello, se movendo misteriosamente. 'Não fui eu,' ele diz, e levanta as mãos. 'Eu só estava roubando o caixa, espero que você entenda. Eu os vi saindo,' ele diz e para. 'Acho melhor um de nós chamar os tiras.'  E então Patty chama os tiras. E eles chegam no local com suas luzes vermelhas piscando, na noite quente de New Jersey.
Enquanto isso, em outra parte da cidade, Rubin Carter e alguns amigos estão dirigindo. Primeiro concorrente para a coroa de peso-médio. Não tinha idéia da merda que estava pra acontecer, quando um policial o parou na estrada. Igual a outra vez, e antes disso em Paterson, é assim que as coisas são. Se você é negro, é melhor nem aparecer na rua, a não ser que queira chamar atenção.  Alfred Bello tinha um parceiro e ele tinha informações pra policia. Ele e Arthur Dexter Bradley estavam xeretando. Ele disse, 'Eu vi dois homens correndo, eles pareciam pesos-médios, eles entraram num carro branco com placa de outra cidade.'  E a senhorita Patty Valentine concordava com a cabeça. O policiail disse, 'Espere um minuto, meninos, esse aqui não está morto'  E eles os levaram para a enfermaria, e apesar do homem mal conseguir ver, eles disseram que ele poderia identificar os culpados. 4 da manhã e eles entram com Rubin. Eles estão nos hospital e o levam la pra cima. O homem machucado olha atraves de seu unico olho. Diz, 'Pq vocês o trouxeram aqui? Ele não é o cara!'.
Sim, aqui está a historia do Hurricane, o homem que a policia veio culpar, por algo que ele não fez. Colocado em uma cela, mas um dia ele poderia ter sido o campeão do mundo.
4 meses depois, os guetos estão em chamas. Rubin está na América do Sul, lutando por seu nome, enquanto Arthur Dexter Bradley ainda está no jogo de roubar. E os policiais estão o pressionando, procurando por alguem pra culpar. 'Lembra daquele assassinato que aconteceu no bar?'
'Lembra que você disse que viu o carro fugir?'
'Você acha que gostaria de jogar com a lei?'
'Você acha que pode ter sido um lutador que você viu correndo aquela noite?'
'Não se esqueça que você é branco.'
Arthur Dexter Bradley disse, 'Eu não tenho certeza.'  A policia disse, 'Um garoto pobre como você precisa de um descanso. Nós vamos o culpar pelo trabalho no motel e estamos falando com seu amigo Bello. Se você nao quer voltar pra prisão, seja um bom menino. Você estará fazendo um favor a sociedade. Aquele filho da puta é valente e está ficando mais valente. Nós queremos pega-lo, queremos o culpar pelo triplo assassinato. Ele não é nenhum cavalheiro.'
Rubin pode derrubar um homem com um soco só, mas ele nunca gostou de falar sobre isso. É meu trabalho, ele dizia, e eu faço por dinheiro. E quando acabar, eu saio fora pra algum paraíso. Onde as trutas nadam e o ar é bom. E ando de cavalo por um trilho. Mas então o levaram para a cadeia. Onde tentam transformar um homem em um rato. O destino de Rubin já estava marcado há muito tempo. O julgamento foi um circo, ele nunca teve chance. O juiz fez as testemunhas de Rubin parecerem bebadas da favela. Para os brancos que assistiram, ele era um mendigo revolucionario. E para os negros, ele era só um preto louco. Ninguem duvidou que ele puxou o gatilho. E apesar de não terem achado a arma, o promotor disse que foi ele que atirou. E o juri de brancos concordou.
Rubin Carter foi falsamente julgado.  O crime era assassinato 'um', adivinha quem testemunhou?  Bello e Bradley mentiram descaradamente. E os jornais, seguiram a onda. Como pode a vida de um homem assim. Estar nas mãos de um tolo?  O vendo incriminado, não pude evitar sentir vergonha de viver em uma terra, onde a justiça é um jogo. Agora todos os criminosos de terno e gravata, estão livres pra beber martinis e ver o sol nascer, enquanto Rubin senta como um Buda em uma cela minuscula. Um homem inocente no inferno.
Essa é a historia do Hurricane, mas não vai acabar até que limpem seu nome. E devolvam o tempo perdido. Colocado em uma cela, mas um dia poderia ter sido o campeão do mundo."


Ele poderia ter sido o campeão do mundo.




                          

Music.

Se a música não existisse, acho que eu não conseguiria exisitr também. Quando eu ouço música, sinto-me passando para uma dimensão paralela. Sempre gostei de escutar música. Cantar com elas, dançar com elas, enfim realmente me esqueço de tudo quando flutuo num som. Eu tenho um gosto bastante peculiar em relação a música. Sou fascinada por cantores que tem uma personalidade própria e assumem isso. Gosto de músicas que falam de sentimentos reais, de perdas, de medos, que tenham uma letra que você possa cantar junto e gritar: éééé! Às vezes gosto de ouvir músicas que simplesmente me relaxam, outras vezes ouço aquele tipo de batida que me faz ficar elétrica bastante tempo. Às vezes ouço canções para refletir. Meu gosto musical é bem intenso, posso dizer assim. Eu tenho um hábito de só ouvir músicas internacionais. Daí ouço vários estilos. Desde Sade até Britney Spears, haha. Se for para falar nomes de cantores e bandas que gosto, acho que ficarei horas digitando aqui. Eu adoro ouvir músicas que me deixam com aquela idéia na cabeça, que me fazem querer chorar, rir, gritar o refrão...  sempre ouço vários estilos de música bem diferenciados, e não me importo nem um pouco com o que acham ou vão achar disso. O gosto é meu, e niguém tem nada a ver com isso. Não sou seguidora de modas, a música que eu acho legal eu sempre vou ouvir independente do que qualquer um pensar. A música é uma forma de expressão, e eu sou movida a música. Ela me faz aprimorar sensações, reviver lembranças, ter diversão e entrar em estado de total descontração.


Sem música, a vida seria um erro.


Kamilla de Muinck.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...