4 de março de 2010

Palavras.

Elas revelam sentimentos. Pré dispõem atitudes. Fazem você rir. Fazem você chorar. Machucam. Fazem você repassá-las na mente cada segundo ou pensar em esquecê-las para sempre. Há pessoas que preferem atitudes do que palavras. Há palavras que dão medo só de pensar em ouvi-las, pois oferece um risco. Há palavras que você deseja ouvir a vida toda e passa a sonhar com isso. Algumas palavras são evitadas. Outras ditas em excesso, e às vezes sem nenhum real sentimento. Eu sou de falar pouco. Escolho bem minhas palavras às vezes, outras falo tudo o que me vem a mente. Palavras consolam. Palavras agridem. Às vezes aquilo que você passou anos construindo pode ser destruído com algumas palavras, em poucos segundos. Às vezes palavras são ditas apenas por dizer, para quebrar o silêncio ou a monotomia. Que fique aqui registrado uma opinião minha, dada como conselho: Entre uma palavra e um silêncio, prefira o silêncio. Não cometa e estupidez de achar que palavras são mais válidas que o silêncio. No silêncio, você pode demonstrar o que você quer dizer com as palavras deixadas. Às vezes abraçar forte uma pessoa, ficar ao lado dela observando-a ou ficar acordado a noite toda olhando-a dormir demonstra muito mais do que um "eu te amo" sem sentimento.



Kamilla de Muinck.

Um comentário:

  1. Parabêns pelo blog! Gostei muito! Vez ou outra te faço uma visita. Quanto ao post, é isso tudo mesmo! Verdade verdadeira...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...